Legal ou Ilegal?

Posted: 26th janeiro 2012 by Ricardo in Internet, Tecnologia
Tags: , , , , , , , ,

Nas ultimas semanas a internet tem sofrido bastante com ações do FBI que retiraram do ‘ar’ muitos sites de compartilhamento de arquivos. O mundo inteiro se mobilizou contra a SOPA e a PIPA que queriam impor algumas regras abusivas, e até o momento obtivemos resultados, apesar de não saber até quando.

Até onde tudo isso é certo ou errado? É difícil dizer. Pois nossa moralidade dentro do mundo virtual, muitas vezes é diferente da que aplicamos fora dos universo de bits e bytes. Afinal, não existe realmente muito controle neste mundo, e isso é bom e ruim.

É bom por que muitas vezes podemos expressar diversas ideias, sem nos preocuparmos com censura, ou preconceito, conseguimos manter um certo nível de anonimato. E ao mesmo tempo isto é ruim, pois acabamos vivendo em um mundo onde a moral nele aplicada é diferente da que aplicamos na vida real, e isso nos dá liberdade para cometer abusos.

Sempre achei interessante aquela frase que diz que ‘a sua liberdade vai até onde começa a do outro’, ou seja, o velho e bom ‘bom senso’. Certo! Eu sei que muitas vezes não o tenho, não seja hipócrita, você também não tem. É da nossa natureza, mas também somos racionais, acredite, apesar de tudo apontar o contrário, nos somos capazes de analisar os fatos e pensar antes de agir.

Qual é a diferença entre você baixar um filme ou roubar um DVD/Blu-ray em uma loja? Em teoria, nenhuma. Na prática? Você não será preso por baixar o filme.

Agora, de quem é a culpa por esse universo ilegal?
Do governo que cobra impostos abusivos?
Das empresas que cobram preços absurdos?
É bom lembrar que um erro não justifica o outro.

Eu sempre fui a favor de que o ‘conhecimento é um direito de todos’, eu acho que quem produz material didático, de qualquer forma, deveria receber insentivo do governo, tanto para produção desse material quanto para sobreviver.

Quem compartilha conhecimento, gera conhecimento e cria um futuro melhor. Isso é FATO!

Recentemente eu assinei o Netflix, o conteúdo é longe de ser ótimo aqui no Brasil, mas quebra um galho. Veja, é um conteúdo legal, e com um preço acessível, eu não ligo de pagar para ter acesso a este conteúdo, apesar de que seja provável que cancelarei, já que não há atualizações e a maioria do conteúdo é dublado, e eu ODEIO coisas dubladas.

E é sério, eu também estou, faz algum tempo, esperando parar comprar o BOX das séries que gosto. Só esperando uma promoção boa para fazer isto. Eu gosto!
Gostaria que meus filhos assistissem essas séries, filmes que eu acho interessantes. Gostaria de mostrar para eles.
Minha namorada, que é alguns bons anos mais nova, nunca assistiu muitos dos filmes que eu considero clássicos, como “Forest Gump”, “A história sem fim”, “De volta para o futuro”, “Highlander”, “Perfume de mulher” e por aí vai. Quem com menos de 20 anos já assistiu esses filmes?

Mas eu baixo séries, filmes e animes… mas se o Netflix melhorar o conteúdo, eu pararia de baixar e continuaria assinando o serviço deles. Não preciso me preocupar com espaço para armazenar os arquivos, procurar legenda, esperar que o link esteja funcionando.

Com relação aos softwares, já faz pouco mais de 1 ano que não utilizo (quase) nenhum software pirata, não vou dizer que não baixo (e uso de vez em quando), algumas vezes baixo a versão pirata, pois a trial não é suficiente para saber se o produto é bom, após testa-lo, caso goste acabo comprando-o. Claro que isso depende muito do preço, eu não vou pagar U$60 dólares em um software que utilizarei apenas uma única vez, neste caso eu ainda prefiro baixar a versão pirada, instalo, uso e desinstalo; Mas se o software tivesse uma licença mais acessível por um limite de dias, quase como uma locação, eu realmente optaria em “locar” esse software para usar aquela única vez, e quando fosse necessário pagaria novamente este aluguel.

Essa legalidade parcial na qual vivo, é possivelmente exercida pela falta de opções. Já no caso dos games, eu possuo um Xbox 360 bloqueado, poderia muito bem ter pego um desbloqueado e viver de jogos piratas, mas optei por manter-me na legalidade, não só pelas vantagens oferecidas pela Xbox Live, mas por simplesmente entender que meus colegas programadores, que trabalham com desenvolvimento de jogos, também precisam comer, pagar aluguel, colocar os filhos em uma boa escola, etc… e também existem inúmeros jovens querendo entrar neste mercado.

Acho os jogos caros, para falar bem a verdade, principalmente quando acabamos olhando o preço lá fora e vendo que os jogos lá, acabam saindo pela metade do valor que custam aqui. Isso é revoltante, verdade, mas não justificaria eu comprar um console desbloqueado e jogos piratas e tirar o ganha pão de um monte de gente que estudou muito para fazer o que faz.

Se eu quero protestar, eu protesto na hora de votar. E não estou falando de voto ‘em branco’ ou ‘nulo’, pois isso é uma burrice infinita. Se você faz isso, eu tenho pena de você.

Como eu disse anteriormente, eu vivo as vezes na legalidade, e as vezes na ilegalidade. O maior responsável por isto é certamente meu vício por animes, é sério, tem alguma forma de baixar animes legendados, ou comprá-los? Eu não conheço. Eu já vi alguns sites vendendo animes, mas eu acredito que eles baixam, e produzem estes DVDs… e isso seria igualmente ilegal. Se alguém souber de uma forma legal de comprar animes LEGENDADOS, me avise!

Eu acredito que leis para controlar alguns abusos na internet são extremamente importantes, mas é preciso repensar na forma como o conteúdo legal será disponibilizado e no seu valor.

Até onde os direitos autorais devem afetar o direito a cultura e lazer?

Eu jamais teria o contato que eu tenho hoje, com a cultura nipônica, se não fosse através dessa ilegalidade. E jamais saberia o que eu sei hoje, se não fosse ao livre acesso a livros, textos, artigos, vídeos, etc.